Jean Carlos faz hat-trick e Barra FC encerra Série B Catarinense com sexta vitória consecutiva

“O caráter de um homem faz o seu destino”, disse Demócrito. Mesmo sem chances de classificação para as semifinais, o Barra FC não poupou esforços, fez um jogo soberano e venceu o Guarani de Palhoça por 4 a 2. Jean Carlos fez três gols no confronto (de perna esquerda, cobrando pênalti com a direita e de cabeça) e ainda deu assistência para Luiz Renan complementar o placar.

O Barra FC encerrou sua participação na Série B com 30 pontos na soma dos dois turnos e a sexta colocação na classificação geral. No returno, foi o segundo colocado, com 19 pontos conquistados e uma incrível sequência de seis vitórias seguidas.

_MG_2588

Jean Carlos comemora o primeiro dos seus três gols nesta tarde. Foto: Eduardo Nardon

O jogo

 

O Barra FC começou em cima, com o bom momento a seu favor e as cinco vitórias seguidas na bagagem. Aos dois minutos, após lançamento longo, Jean Carlos invadiu a área, tirou do goleiro, mas, sem ângulo, bateu por cima do gol. Aos quatro, não teve chance para o Guarani. Jhonata e Jean Carlos tabelaram, o camisa 7 finalizou de canhota por baixo do goleiro rival. Um belo tento do Pescador. Mesmo com o gol anotado, o clube de Balneário Camboriú seguia em cima, com a posse de bola e sendo ofensivo e vertical. Jean Carlos e Jhonata tiveram boas oportunidades, mas faltou caprichar na finalização.

 

Aos 22, o Guarani encontrou seu gol, em uma bola enfiada às costas da defesa, Baralhas finalizou à queima-roupa, sem chances para o goleiro Moreira. O Barra FC reclamou bastante de um impedimento na jogada.  Não deu nem tempo do Bugre comemorar. Luiz Renan acionou Jean Carlos na esquerda, o camisa 7 viu Renan entrar na área e levantou na medida para a testada certeira do camisa 8, aos 27 minutos. O Pescador continuava em cima e pressionava, criando jogadas com seu bom toque de bola.

 

Aos 33, Gabriel Silva entrou na área pela direita e chutou, com o goleiro espalmando para escanteio. Na cobrança, Leo Gonçalves achou Rafael na área, o zagueiro cabeceou com muito perigo por cima da meta palhocense. Aos 41, em cobrança de escanteio, o juiz assinalou penalidade após alegar mão de Ruan dentro da área – outro lance bastante contestado pelo clube de Balneário Camboriú. Na cobrança, Juliano Levak mandou a bola na bochecha da rede, com Moreira acertando o canto.

 

Segundo tempo

 

O Guarani voltou para os 45 minutos finais com uma postura mais defensiva. Ramirez tirou de campo um homem de frente e colocou mais um zagueiro, apostando na segurança defensiva e velocidade dos homens de frente. O empate era favorável aos visitantes para a classificação geral. O Barra FC, que já era mais incisivo desde o apito inicial, ficou com a bola nos pés e tentava furar a retranca e morosidade do adversário.

 

Aos 12 minutos, Jean Carlos fez o pivô e lançou Luiz Renan, o camisa 8 buscou Jhonata na área, mas a zaga antecipou e mandou a escanteio. O Bugre começou a fazer cera, com seus jogadores se atirando em campo, desde os primeiros minutos e intensificando à medida que o tempo passava.  O Pescador continuava em cima, pressionando, mas tinha dificuldade de entrar dentro da área, com o Guarani bastante recuado. Aos 29, em cobrança de falta, Gabriel Silva obrigou boa defesa do arqueiro rival.

 

Na bola parada, o Pescador chegava e incomodava. Aos 34, Mathiola cobrou escanteio e Rafael cabeceou com firmeza, mas bem posicionado o camisa 1 defendeu firme. Em boa trama ofensiva, aos 36, Ruan recebeu bola na área e foi derrubado. Pênalti assinalado, Jean Carlos deslocou o goleiro e colocou de novo o Barra FC em vantagem.  Mesmo a frente, o Barra FC mandava no jogo, com a posse de bola e buscando marcar mais gols. Aos 44, mais um tento do Pescador. Jhonata cobrou falta na medida, na pequena área, Jean Carlos testou e fez seu terceiro gol na partida, dando números finais ao confronto: 4 a 2.