29 atletas foram utilizados pelo Barra FC durante a Série B Catarinense

O Barra FC formou um grupo com 32 atletas durante a disputa da Série B do Campeonato Catarinense, que encerrou na sexta colocação, com 31 pontos conquistados – um a menos que o quarto e último colocado às semifinais do torneio. Foram 28 jogadores de linha e quatro goleiros contratados pelo clube. Durante a competição, foram utilizados 29 atletas em 17 jogos.

 

Não atuaram apenas os goleiros Gabriel Zucki e Vinícius e o atacante Paulo Victor. A posição de goleiro, naturalmente, abre poucos espaços para o revezamento. Pelo Barra FC, Gustavo Silva começou como dono da meta, atuando por 925 minutos, e deixou a titularidade após romper os ligamentos do joelho na partida contra o Marcílio Dias. Moreira assumiu a posição e nela permaneceu nos seis jogos restantes.

 

Paulo Victor, por sua vez, teve um infortúnio durante a pré-temporada, sofrendo uma lesão poucos dias antes da estreia do Pescador na Série B Catarinense. O prazo de recuperação do atleta foi extenso, não tendo oportunidade de atuar na competição.

 

O regulamento da Série B permitia apenas cinco jogadores acima da idade por partida, com a maioria dos atletas sub-23.  Pescador contou com sete jogadores nascidos antes de 94: os goleiros Gustavo Silva e Gabriel Zucki, o lateral-esquerdo Ruan, o zagueiro Danilo Mendes, o meia Leo Gonçalves e os atacantes Jean Carlos e Careca.

 

Transações

 

Durante o torneio, o atacante Matheus Leiria foi negociado com o futebol dinamarquês e, hoje, representa o Helsingor. Com o término da Série B Catarinense para o Pescador, alguns atletas já assinaram por novos clubes, como o zagueiro Luan e o goleiro Vinícius, Coritiba e São José-RS, respectivamente. Atletas que estavam emprestados no Barra FC retornaram aos seus clubes, casos de Lucas Silva (Tombense), Paulo Victor (Coritiba), Careca (Brusque) e Pedrinho (Cianorte).